ANÁLISE DE COMPOSIÇÃO CORPORAL

A utilização do método de densitometria por dupla emissão de raios-X (DEXA) na avaliação da composição corporal permite a medida tanto da massa óssea quanto do conteúdo corporal de gordura e massa magra. A confirmação da excelente acurácia e do pequeno erro de precisão do exame tornou-o referência para o estudo de composição corporal. Medidas acuradas e precisas da composição corporal são de grande utilidade na compreensão da fisiologia do metabolismo energético humano, em diferentes condições clínicas e na programação de intervenções terapêuticas.
A Densitometria por emissão de raios x de dupla energia (DXA) é considerada o método padrão para avaliar a composição corporal. Este exame fornece a massa óssea, a massa magra e a massa de gordura, tanto de segmentos, por exemplo, o abdome, como do corpo inteiro. É um exame rápido, indolor, que não requer nenhum preparo especial e a exposição radiológica é mínima.
Existem inúmeras aplicações clínicas do estudo da composição corporal, particularmente na Medicina Esportiva, nos programas de condicionamento físico, no tratamento da obesidade e da anorexia nervosa, reabilitação motora de doenças neuromusculares e em avaliações nutricionais. O exame é particularmente útil em crianças e adolescentes para avaliação da aquisição do pico de massa óssea, que ocorre predominantemente nesta fase da vida.
É o único método capaz de informar a composição de gordura, massa magra e tecido mineralizado por segmentos.
O aparelho permite a avaliação de indivíduos com no máximo 204 kg.

 

AGENDAMENTO: